Português  
Email:   Pass: 
 
Dinocart - Ecommerce System
  Inicío  »   Atouguia da Baleia
 Freguesias  
Atouguia da BaleiaFerrelPenicheSerra d'El-Rei
 Lojas / Serviços  
   
Atouguia da Baleia Atouguia da Baleia
(3)
Automóvel e Motos
(11)
Comércio
(0)
Desporto e Lazer
(0)
Ensino e Educação
(5)
Hotelaria e Restauração
(0)
Imobiliário e Construção
(1)
Inst. e Org. Públicos
(1)
Lar, Decoração e Manutenção
(1)
Saúde e Beleza
(6)
Serviços
(2)
Tec. Informação e Comunicação
(1)
Turismo
Atouguia da Baleia
Atouguia da Baleia

População:  7 988 habitantes, eleitores
Área:  46,04 km²
Densidade populacional:  150,3 hab/km2
Actividades económicas: As principais actividades económicas da freguesia são a agricultura e sector agro-industrial, a construção civil e os serviços. Uma parte significativa da população está também ligada à pesca no porto de Peniche.
Padroeiro: São Leonardo
Festas e Romarias: Nossa Senhora da Assunção -(15 de Agosto), São Leonardo (6 de Novembro), Nossa Senhora da Conceição (8 de Dezembro).
Património cultural e edificado:Restos da Torre e Muralhas do Antigo Castelo de Atouguia da Baleia ou Castelo da Vila de Atouguia da Baleia, Forte da Praia da Consolação, Igreja de São Leonardo ou Igreja Matriz de Atouguia da Baleia, Cruzeiro Manuelino da Coimbrã, Igreja de Nossa Senhora da Conceição (Atouguia da Baleia), Pelourinho de Atouguia da Baleia, Fonte gótica de Atouguia da Baleia.

Na Idade Média foi um porto de mar bastante activo; devido ao assoreamento da costa, perdeu essa posição para a vizinha Peniche.

Quando no século XII D. Afonso Henriques cede aos irmãos Corni estas terras elas eram conhecidas por Tauria. O nome resulta da existência em grande número de touros selvagens nos bosques da região. Mais tarde o nome foi sendo modificado até chegar à designação Atouguia.

O primeiro documento conhecido onde o sobrenome da Baleia aparece é o Tombo da Albergaria e Confraria do Santo Espírito de Atouguia, de 1507, onde se lê "Atouguia da Baleea", na linha 28 da primeira página. Em 1705, Frei Fernando da Soledade relata, na sua História Serafica Cronológica da Ordem de São Francisco da Província de Portugal, que, no ano de 1526, deu à costa uma baleia, "no lugar, & sitio aonde chamaõ a Area brãca", que "tinha de comprimento trinta côvados" e cuja corpulência "fazia vulto de hum navio de oytenta toneladas" e que "a espadana da cauda tinha vinte palmos de largura, & na bocca lhe cabião dous homens de pé, & muyto à sua võtade". Na igreja de São Leonardo pode ser vista uma costela petrificada de baleia, de grandes proporções.


Loading